Um pequeno sacrifício

13.02.2018

 

Ao aguardarmos cheios de expectativas a celebração da Páscoa, começo a pensar sobre o sacrifício que Jesus fez para que eu pudesse ter a reconciliação com Deus. Para me ajudar a refletir sobre o que Ele renunciou por mim, faço um pequeno sacrifício pessoal. Quando me abstenho de algo que normalmente aprecio, cada desejo por aquela comida ou bebida ou passatempo lembra-me do quanto mais Jesus renunciou por mim.

 

Porque desejo ter êxito, minha tendência é renunciar alguma coisa que não seja uma grande tentação para mim. Ainda assim, falho. Minha incapacidade em ser perfeita em uma coisa pequena assim me lembra o motivo de a Páscoa ser tão importante. Se pudéssemos ser perfeitos, Jesus não precisaria ter morrido.

 

O jovem rico que Jesus encontrou ao longo da estrada da Judeia, tentava receber a vida eterna sendo bom. Jesus, no entanto, sabendo que o homem nunca poderia ser bom o bastante, disse, “…Para os homens [salvação] é impossível; contudo, não para Deus…” (Marcos 10:27).

 

Mesmo que renunciar a algo não torne ninguém bom, a renúncia nos lembra de que ninguém é bom, exceto Deus (v.18). E é importante lembrar-se de que esse é o motivo do sacrifício do Deus bom e perfeito que tornou possível a nossa salvação.

 

 

Jesus sacrificou a Sua vida pela nossa.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Email - agendanathalialeandro06@gmail.com

Contato  +55 85999860463

Nathalia Leandro Palestras e Eventos EIRELI

Rua 36, 17 Maracanaú Ce

CNPJ 30.302.419/0001-69

  • b-facebook
  • Black YouTube Icon
  • Instagram Black Round