Buscar

Registros de desastres


Yves Congar tinha apenas 10 anos quando a Primeira Guerra Mundial começou e a cidade francesa onde ele morava foi invadida pelo exército alemão. Sua mãe o incentivou a escrever um diário, o que veio a ser uma descrição bastante lúcida de uma ocupação militar complementada com desenhos coloridos. Seu diário registrou um desastre pela perspectiva de uma criança. O que ele testemunhou o tocou tão profundamente, que ele sentiu-se chamado para levar a esperança de Cristo aos outros.

Séculos antes, o profeta Jeremias foi testemunha ocular da invasão de Jerusalém por Nabucodonosor. Ele escreveu suas observações em seu “diário”, o livro das Lamentações. Apesar desses tempos angustiantes, o profeta encontrou esperança no coração de Deus. Ele escreveu: “As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade” (3:22-23).

Por várias vezes, podemos experimentar ou testemunhar desastres que se parecem com forças hostis em nossas vidas. Mas estes tempos de dificuldade não são eternos. E, como Jeremias, refletir sobre a fidelidade e provisão de nosso Pai celestial é a esperança que mais nos sustém. As misericórdias do Senhor se renovam a cada manhã e a Sua fidelidade é grande!

A fidelidade de Deus é a melhor razão para a esperança.


20 visualizações
Curso ID

Sua Vida Espiritual nunca

Mais será a mesma!

Contato  +55 85999860463

Nathalia Leandro Palestras e Eventos EIRELI

Rua 36, 17 Maracanaú Ce

CNPJ 30.302.419/0001-69