Buscar

O vovô fugiu


Cláudio lutou uma corajosa batalha contra o câncer durante 4 anos. No fim dos seus dias, sua esposa, três filhos, e vários netos entravam e saíam do quarto dele, aproveitando sua companhia e despedindo-se dele de maneira especial. Quando todos estavam fora do quarto por um instante, ele partiu para a eternidade. Depois que a família percebeu que ele já havia partido, uma das netinhas comentou amavelmente, “o vovô fugiu.” Em um momento o Senhor estava com Cláudio aqui na terra; no momento seguinte o espírito de Cláudio estava com o Senhor na eternidade.

O Salmo 16 era o salmo preferido de Claudio e ele pediu que fosse lido em seu funeral. Ele concordava com o salmista Davi, que afirmou não existir tesouro mais valioso do que um relacionamento pessoal com Deus (vv.2,5). Com o Senhor como seu refúgio, Davi reconhecia que a sepultura não rouba a vida dos cristãos. Ele disse, “…não deixarás minha alma na morte…” (v. 10). Nem Cláudio nem ninguém que conhece Jesus como Salvador será abandonado na morte.

Pela morte e ressurreição de Jesus, também ressuscitaremos um dia (Atos 2:25-28; 1 Coríntios 15:20-22). E descobriremos que “…na tua destra [Deus], [há] delícias perpetuamente” (Salmo 16:11).

Deus é o nosso tesouro neste momento, e com Ele na eternidade haverá delícias perpetuamente.


17 visualizações
Curso ID

Sua Vida Espiritual nunca

Mais será a mesma!

Contato  +55 85999860463

Nathalia Leandro Palestras e Eventos EIRELI

Rua 36, 17 Maracanaú Ce

CNPJ 30.302.419/0001-69